Saiba como o papel de fumo é feito

Para fazer aquele cigarro no capricho, não basta apenas enrolar: a escolha do papel de fumo também faz toda a diferença! Ele varia tanto no tamanho quanto na composição, podendo influenciar no sabor do cigarro e no tempo de queima.

Por isso, antes de escolher qual modelo comprar, é importante entender como o papel de fumo é feito e considerar qual tipo é ideal para suas necessidades e preferências. Vamos lá?

A história do papel de fumo

O comércio do tabaco começou a se popularizar na Europa a partir de 1500, quando foi levado para outras partes do mundo pelos espanhóis.

Naquela época, os homens ricos fumavam em folhas de tabaco. Por ser algo que nem todos tinham acesso, os mais pobres costumavam pegar os restos de cigarro jogados no chão para desmanchar e fumar em folhas de jornal.

Ao verem isso, alguns fabricantes de papel tiveram a ideia de criar papéis especiais para enrolar cigarros. Em 1703, a empresa Pay-Pay, que ficava em Alcoy, na Espanha, passou a exportar papéis de fumo para outros países.

Como é feito o papel de fumo?

Os papéis de fumo podem derivar de diversas fontes. Muitas vezes, são feitos a partir do cânhamo, extrato de arroz ou de celulose, que é extraída das árvores.

Para que as sedas fiquem brancas, elas passam por um processo de alvejamento, portanto, as do tipo “brown” não possuem alvejantes em sua composição. Outro componente importante é a goma, que serve para colar o cigarro. A goma arábica natural é a mais recomendada, pois é orgânica e não altera o sabor do fumo.

Diferenças quanto ao tamanho e espessura

Existem vários tamanhos de papel de fumo. O tamanho King Size Tradicional possui medidas de 108 mm x 44 mm, enquanto o Kinkg Size Slim mede 108 mm x 36 mm. Há ainda o Mini Size, com medidas de 78 mm x 44 mm e o Mine Size Slim medindo 78 mm x 36 mm para os que preferem cigarros menores.

* Essas medidas são referentes aos papeis de fumo da Papelito

Custo-benefício: a importância de escolher uma marca de qualidade

Algumas pessoas pensam que na hora do 4:20, até aquele guardanapo da lanchonete serve para enrolar o fumo, e que não há diferença alguma de fumar em um papel feito especialmente para isso.

Mas cuidado: dependendo de sua composição, a queima do cigarro pode liberar substâncias tóxicas que, tragadas a longo prazo, fazem mal para o organismo. Portanto, é indispensável utilizar uma seda de qualidade. Além disso, a espessura e tamanho podem prejudicar a praticidade na hora de enrolar.

Quando se fala em qualidade, muitos acreditam que apenas as marcas estrangeiras se destacam, mas isso não é verdade! Não é preciso pagar caro em um papel de fumo comprado em algum Coffe Shop de Amsterdã: a Papelito é uma empresa de papel de enrolar 100% brasileira, que oferece produtos de qualidade, com os melhores componentes e baixo custo.

Agora que você sabe como o papel de fumo é feito, já escolheu qual Papelito você vai usar? Conta pra gente aqui nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários