Quais as características de um papel de fumo de qualidade?

Tão importante quanto o “recheio” do seu cigarro, é prestar atenção no que você vai usar para enrolá-lo.

E já que estamos falando sobre cigarros enrolados um a um, com cuidado e carinho, nada mais justo do que tirar um tempo para analisar as características do papel de fumo e escolher o material de melhor qualidade para a montagem.

Um bom papel de fumo pode impactar bastante na experiência de fumar, agregando alguns detalhes interessantes ao cigarro. Confira, a seguir, as principais características de uma seda de qualidade!

  1. Produtos químicos

Um bom papel de fumo terá o mínimo possível de adição de produtos químicos em sua composição. Essa adição pode acontecer desde a própria formação da fibra que forma o papel, até o processo de branqueamento ou alvejamento.

Os produtos químicos adicionados durante a produção do papel definem sua velocidade de combustão, o sabor e, como mencionamos, a cor. Uma seda bem feita leva em conta a utilização de produtos de qualidade, que não interfiram de forma negativa em nenhuma destas características e, melhor: não exponham a vida do usuário a riscos de intoxicação.

  1. Cinzas

Um papel de má qualidade produz grande quantidade de cinzas ao queimar. Sendo assim, a seda, ao invés de se decompor pela ação do fogo, simplesmente se desfaz em pedaços menores que são absorvidos mais facilmente pelo corpo.

Quanto mais cinzas um papel de fumo produz, mais cinzas estão sendo inspiradas e acumulando nos pulmões, gerando danos a longo prazo. Uma seda de qualidade produz o mínimo de cinzas possível, sendo um papel mais fácil de ser consumido pela ação do fogo.

  1. Sabor

Quem enrola um cigarro está interessado em sentir o gosto da erva que decidiu colocar dentro dele, não de papel queimado. Bons papéis de fumo não interferem no gosto da tragada, mantendo o sabor natural esperado.

Isto também depende de produtos químicos, que devem ser bem escolhidos e utilizados com cuidado no momento da produção do papel.

Além disto, a goma utilizada para selar o cigarro após enrolado, também pode influenciar no sabor. A goma arábica é a preferida para a fabricação da sedas bem feitas, por não deixar rastros no paladar.

  1. Dimensões

Papéis de fumo de qualidade são comercializados em diversas dimensões, se adequando aos gostos e necessidade de uso dos consumidores.

A grossura ou fineza de um papel define a velocidade em que será queimado. Um papel mais fino permite maior passagem de ar por dentro dele, assim, queimando mais devagar que um papel mais grosso. O papel mais grosso, por outro lado, é mais fácil de manusear.

Os papéis também podem ser encontrados em diversos tamanhos, e conforme o usuário prefira um cigarro com mais conteúdo ou menos conteúdo, poderá escolher à vontade.

  1. Enrolamento

Um papel que possua atrito suficiente para não escorregar na hora de enrolar, ou que seja feito de um material resistente o bastante para não rasgar, prova ser um papel de qualidade. Um papel que enrola bem, é maleável e resistente.

Sedas mal feitas são frágeis e geralmente possuem um manuseio  difícil, dobrando, rasgando ou deslizando no momento de enrolar o cigarro. Lembre-se que sedas de má qualidade não costumam ser fabricadas com o cuidado necessário, e podem falhar também com as características anteriores.

Como você viu, uma seda bem escolhida pode trazer uma experiência de fumo melhor e até mesmo reduzir danos à saúde. Um bom papel de fumo não vai te trazer dificuldades e desgostos na hora da montagem e do consumo, o que ajuda demais a aproveitar o momento sem preocupações.

Agora que você sabe tudo sobre papéis de fumo de qualidade, confira nossos produtos no site e curta nossa página no Facebook para acompanhar mais informações e curiosidades escolhidas especialmente por nós!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários