Conheça 5 países onde a maconha é legalizada ou descriminalizada

Enquanto no Brasil ainda se discute, a passos lentos, a descriminalização da cannabis para consumo próprio, já existem vários países onde a maconha é legalizada. Muitas nações já revisaram suas constituições e seguem avançando na aprovação de leis que regulamentam a produção, o cultivo, a comercialização e o consumo da erva. Mas como isso aconteceu?

Veja agora 5 países onde a maconha é legalizada ou descriminalizada e entenda como ocorreu esse processo:

Espanha

Durante a década de 90, os espanhóis criaram associações sem fins lucrativos para distribuir maconha aos seus associado. Cada sócio pode retirar, semanalmente, um total de até 20 gramas. Para participar dessas associações, você deve ser indicado por outro membro já cadastrado e ter mais de 18 anos, além de ser um usuário habitual da erva. O modelo espanhol para a distribuição da maconha conseguiu reduzir uma boa fatia dos lucros dos traficantes.

Holanda

A venda de maconha foi autorizada na Holanda durante a década de 70. Essa autorização foi feita sem muito alarde, o que não provocou uma procura exagerada para a compra ou o consumo da maconha. Na Holanda, pode-se adquirir a planta em lojas especiais (conhecidas como coffee shops) desde que você tenha mais de 18 anos. A compra e a venda de maconha fora dessas lojas especiais é terminantemente proibida.

Já o consumo fora dos estabelecimentos específicos é tolerado na maioria dos locais, mas a recomendação é que ele seja feito nos próprios coffee shops. O porte, o consumo e o comércio de outras substâncias são proibidos e reprimidos com até 12 anos de prisão.

Canadá

Primeiro país no mundo a permitir o uso legal da maconha para fins medicinais, o Canadá se prepara para regularizar o consumo recreativo da maconha até o final de 2016. As regras ainda estão sendo estabelecidas por meio de um painel que reúne diversos setores do governo e especialistas em cannabis.

Atualmente, os canadenses podem cultivar e consumir a erva se possuírem receita médica e uma autorização emitida pelo governo. A produção comercial e a venda para outros fins, por enquanto, ainda são consideradas crime, mas a boa notícia é que isso está prestes a acabar!

Uruguai

O Uruguai foi o primeiro país no mundo a regulamentar toda a cadeia que envolve a produção e o consumo da maconha. O governo uruguaio possui o controle, garantido por lei, para regulamentar a importação, o cultivo, a colheita, d distribuição e a venda da maconha. O consumo é sem restrições.

Para conseguir a autorização que permite o cultivo da planta em casa, o usuário deverá ser residente no país e ter mais de 18 anos. Além disso, ele deve fazer um cadastro junto ao governo garantindo que cultivará no máximo 6 plantas individualmente. Já os clubes podem ser formados por 15 a 45 membros e cultivar até 99 plantas no total. Caso o usuário queira comprar a maconha em clubes de usuários ou em farmácias, o limite é de até 40 gramas por compra.

Portugal

Em 2001, Portugal descriminalizou não só a maconha, mas qualquer substância para consumo próprio. A legislação portuguesa estabelece um limite de porte de até 10 doses para qualquer substância, desde que seja para o consumo do usuário. Produzir ou comercializar continua sendo crime. O impacto da legislação portuguesa fez com que a polícia focasse no que realmente interessa ao poder público: os produtores e traficantes. Essas leis ajudaram a reduzir não só a quantidade de crimes, mas também o número de pessoas presas.

E o Brasil?

Embora no Brasil a descriminalização da maconha ainda seja um sonho distante, muitas pessoas lutam para que a erva seja liberada para consumo próprio. Há também diversas questões sobre seu uso para fins medicinais: muitos médicos defendem o consumo da planta como uma forma de redução de danos, principalmente para pessoas idosas, pacientes em reabilitação e pessoas com sofrimento mental. Quem acompanha o assunto sabe que ainda há muito a ser discutido, e o objetivo desse post é justamente esse: a reflexão.

E você, o que pensa sobre esse tema? Conhece outros países onde a maconha é legalizada? Curta nossa página no Facebook e participe das discussões!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários