4 tabus sobre a maconha que voce precisa esquecer

4 tabus sobre a maconha que você precisa esquecer

4 tabus sobre a maconha que voce precisa esquecer

A legalização da maconha tem sido muito discutida no Brasil. Os que se posicionam a favor prezam pelo fim do tráfico ilegal, enquanto os que se posicionam contra se baseiam em uma série de questões tradicionalistas.

É fato que toda discussão que considere uma mudança nas leis deve ser pautada em fatos, e não em achismos. Quer conhecer os principais tabus sobre a maconha? Então acompanhe este post com a gente!

1. Maconha causa câncer

Não há nenhuma evidência de que seu uso pode levar ao desenvolvimento de câncer, ao contrário do cigarro. Mas não há como afirmar totalmente se é verdade ou não, pois os riscos do cigarro foram ignorados por muito tempo, e as doenças relacionadas podem aparecer apenas depois de longo período de uso contínuo.

Como a planta não é legalizada, há uma preocupação com a forma que ela é preparada para o uso e o fato de usar papéis impróprios para enrolá-la, mas um usuário esporádico não precisa se preocupar com um grande aumento do risco de desenvolvimento do câncer.

2. Maconha causa dependência

Apesar de não haver dados oficiais, algumas pesquisas indicam baixos índices de dependência, principalmente quando comparados ao álcool e à nicotina.

Há quem diga que, ao contrário do que acontece com outras drogas, o desenvolvimento do vício na maconha é ligado ao estado psicológico da pessoa, e não ao princípio ativo. Ou seja, pessoas ansiosas e depressivas têm mais chance de desenvolver o vício.

3. Maconha mata os neurônios

Apesar de terem sido feitas muitas pesquisas com a finalidade de comprovar que essa droga destrói o tecido cerebral, nenhum resultado significante foi encontrado.

O que acontece de fato é que a memória de curto prazo fica afetada durante a duração do efeito da substância no organismo – e, sem a memória de curto prazo, as de longo prazo também não são formadas.

Os usuários também ficam com o raciocínio mais lento durante o uso, mas nos dois casos basta ficar sem fumar que tudo se normaliza. É diferente com o álcool, por exemplo, que pode causar danos irreparáveis e destruir a memória quando o uso é indiscriminado.

4. Maconha é a precursora de drogas mais pesadas

Por ainda ser ilegal, a maconha pode abrir as portas para o uso de outras drogas, mas simplesmente por dar acesso ao tráfico e, a partir disso, ser mais fácil fazer contatos com quem está dentro desse mundo.

Mas isso não tem a ver com a maconha em si. As pessoas que buscam as drogas ditas mais pesadas possivelmente já se envolveram com álcool ou cigarro, então não há por que culpar apenas uma substância.

Além disso, há relatos nos Estados Unidos de que o consumo da maconha aumentou, enquanto o de outras drogas diminuiu.

A legalização da maconha no Brasil está longe de ser uma realidade, pois ainda se sustentam vários tabus sobre a maconha, e o Estado alega ser uma questão de precaução e proteção. Apesar de muitas informações difundidas já terem sido desmistificadas a discussão segue.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários